Dieta para crossfit: confira nossas 4 dicas para uma alimentação balanceada

4 minutos para ler

Aliar uma alimentação adequada à prática de atividades físicas é uma das receitas mais eficazes para manter a saúde em dia. Independentemente da atividade que praticar, é preciso saber quais itens ingerir antes e depois, pois isso influencia no equilíbrio do seu corpo.

Por isso, saber qual é a melhor dieta para crossfit é fundamental para os adeptos. Além de auxiliar o desempenho e o condicionamento físico, uma alimentação adequada contribui para a recuperação muscular, previne as temidas lesões e ajuda o sistema imunológico.

Quer saber o que ingerir antes e depois do WOD? Então, continue com a leitura deste texto e conheça 4 dicas sobre esse assunto tão relevante. Então vamos lá, acompanhe e aprenda!

4 conselhos de dieta para crossfit

Carboidratos de baixo índice glicêmico, proteínas magras, vitaminas variadas e muitos legumes, verduras e frutas. À primeira vista, não tem nenhum mistério, não é mesmo?

Todos os alimentos são corriqueiros do nosso dia a dia e fáceis de encontrar. Por isso, o centro da questão é entender o que comer antes e depois do treino. Existem itens indicados para cada momento e nós vamos mostrar quais são a seguir.

1. Carboidratos

Dependendo da pessoa, ela pode achar que esse nutriente é um vilão ou um mocinho. Mas a verdade é que os carboidratos são muito indicados na dieta para quem faz crossfit, só que os melhores são os de baixo índice glicêmico, como batata doce, aipim e inhame.

Recomenda-se a sua ingestão pelo menos 1 hora antes de começar o WOD, para que a digestão seja feita. Assim é possível absorver as substâncias que vão gerar energia suficiente para o treino de alta intensidade.

2. Proteínas

Elas podem ser de origem animal ou vegetal, mas o seu consumo é essencial para a manutenção dos músculos. As proteínas podem ser inseridas na dieta para crossfit antes e depois do treino, mas são mais importantes no pós. A gordura também é indicada para auxiliar na força, porém deve ser utilizada com equilíbrio, para não afetar no colesterol. Nossa dica é variar e incluir no cardápio:

  • peixes;
  • aves;
  • carne de vaca;
  • ovos;
  • soja;
  • quinoa;
  • tofu;
  • grão de bico.

3. Legumes e verduras

Principal fonte de vitaminas do nosso cardápio, esses alimentos são essenciais para repor a energia e auxiliar o sistema imunológico. Inclua nas suas refeições, principalmente após o exercício, bastante salada, variando na cor e tipo.

A diversidade alimentar é importante para a reposição de vitaminas que geralmente são eliminadas em nosso suor durante a prática. Por isso, passe a colocar em seu prato tomates, brócolis, couve-flor, agrião, salsa, beterraba, cenoura etc. E por quê? É que eles têm nutrientes, como:

  • zinco — auxilia na produção de antioxidantes que combatem os radicais livres;
  • selênio — ajuda a controlar e reduzir o estresse oxidativo;
  • magnésio — aumenta a produção de energia e trabalha evitando a contração muscular;
  • cromo — age no controle da glicose, colesterol, e potencializa o ganho de massa magra.

4. Frutas

Elas são incluídas, ou pelo menos deveriam ser, em nosso dia a dia desde a infância. E o motivo é bem parecido com os citados acima: riqueza em nutrientes que auxiliam nosso organismo. Por isso, é importante que as frutas estejam presentes na dieta para crossfit, pois reforçam nossas energias e fazem a absorção de substâncias fundamentais ao nosso corpo.

Inclua no seu dia a dia banana, maçã, morangos, amora, abacaxi, açaí, peras e pitaya, pois vão gerar energia e força, auxiliar no controle das taxas e acelerar o metabolismo. É importante acrescentar uma porção de oleaginosas, como castanha do Pará e chia, pois diminuem o índice glicêmico e geram uma maior sensação de saciedade.

Como é sua alimentação antes e depois do exercício? Neste texto mostramos o quanto é importante selecionar os alimentos certos na dieta para crossfit. É essencial destacar que, apesar das dicas dadas acima, a procura pelo profissional de nutrição é indispensável. Só ele vai conseguir mapear os seus hábitos, horários de treino e rotina para indicar quais são os alimentos necessários. Por isso, não deixe de procurar um profissional, e melhore o seu desempenho!

Siga-nos no Facebook para ter acesso a outros materiais como este!

Posts relacionados

Deixe um comentário